segunda-feira, novembro 15, 2004

Boas vindas

Este é um sítio onde poderá encontrar informação o mais actualizada possível sobre uma das mais extraordinárias manifestações etnográficas portuguesas da actualidade: a festa de S. João que se realiza na vila de Sobrado, município de Valongo, no dia 24 de Junho.
A iniciativa é da Associação Cultural da Casa do Bugio, cujos actuais corpos directivos iniciaram o mandato no Verão passado. Uma das apostas assumidas epla Direcção foi justamente a da informação. Este espaço é ainda provisório. Mas permitirá acompanhar os passos que estão a ser dados para dar um novo vigor e dignidade à festa. Bem-vindo, pois!

3 comentários:

pjcfigueiredo disse...

Fico extremamente satisfeito por saber que alguém começa a fazer algo pela divulgação do S. João de sobrado. Permitam-me que sugira a renovação do album fotográfico que me parece desactualizado. De resto deixo os meus mais sinceros parabéns pela iniciativa e disponho, desde já, para colaborar naquilo que for preciso. E é bom notar que o Alô Sobrado também tem sevido para o efeito, o que me muito me apraz. e como responsável pelo mesmo espero que a Associação da Casa ddo Bugio se continue a lembrar do jornal.
Aproveito ainda a ocasião para fazer um pequeno reparo à organização da prova de BTT: souberam contactar o jornal para a divulgação da prova (e é para isso que aqui estamos) mas não o convidaram para acompanhar a prova, o que caiu muito mal. no entanto a reportagem julgo que foi bastante interessante, assim como a divulgação noutros meios de comunicação.
Mais uma vez os meus parabéns pela criação deste site.

Marco disse...

As minhas felicitações. Como sobradense, honro-me por haver quem lute pela continuidade da festa e da lenda, Fico à espera de mais informação. Serei um leitor assíduo. Espero que as actualizações também.
Um abraço

Manuel Pinto disse...

Um obrigado aos dois comentadores. Fica desde já expresso o desejo e o interesse de que nos façam chegar informações relacionadas com a festa. Este espaço é para isso mesmo e a memória desta festa vive sobretudo na memória dos sobradenses.